ATRASO NO PAGAMENTO DE VERBAS RESCISÓRIAS OU SALÁRIO NÃO GERA DANO MORAL

22/08/2018

Em caso de atraso no pagamento das verbas rescisórias, o dano moral só se configura se for efetivamente comprovado que o atraso foi causa de abalo psicológico. Já no que se refere ao atraso do salário, será devido nos casos de atrasos reiterados.

 

A Vara do Trabalho de Santa Cruz do Rio Pardo (SP) condenou duas empresas ao pagamento de R$ 5 mil de indenização a um jardineiro que teve seu último salário atrasado. Além do salário, ocorreu também atraso no pagamento das verbas rescisórias.

 

Em decisão ao recurso, o Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região sustentou que a indenização só seria afastada se a empresa tivesse alegado estar em dificuldades financeiras, o que não ocorreu. Dessa forma, a condenação foi mantida.

 

 

Em recurso ao Tribunal Superior do Trabalho, uma das empresas alegou a inexistência de prova dos danos morais e que, além disso, a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) já prevê penalidades específicas para quem não paga dívidas trabalhistas.

 

Assim, a 2ª Turma do Tribunal Superior do Trabalho, aplicou os entendimentos consolidados da corte isentando as duas empresas ao pagamento da indenização.

 

A relatora, Ministra Delaíde Miranda Arantes, observou que, conforme as decisões do Tribunal Superior do Trabalho, o pagamento nas verbas rescisórias não configuraria dano moral, tendo em vista que para esta conduta já existe penalidade no artigo 477, parágrafo 8º, da CLT. Ainda, deverá ser comprovado o abalo psicológico ou a lesão à honra, o que neste caso não ocorreu.

 

Quanto ao atraso de salários, somente evidenciaria dano moral se ocorressem de forma reiterada, sem a necessidade de prova da lesão. Entretanto, no caso em questão, os atrasos no pagamento não foram reiterados, a fim de justificar a indenização. Dessa forma, a 2ª Turma excluiu da condenação o pagamento da indenização. 

Fonte: Conjur

 

Maria Carolina Castro

TAVARES E PANIZZI SOCIEDADE DE ADVOGADOS - OAB/RS 1774

Please reload

Fones: (51) 3466-4177 - 3472-1856 - 3059-1444

Rua Victor Kessler, 194, Canoas/RS - CEP 92310-360 | tavarespanizzi@tavarespanizzi.com.br